25.9 C
São Paulo
junho 14, 2024
Política

Custo zero? Bolsonaro gastou R$ 55 mil em hotel de luxo para funeral de Elizabeth II

Bolsonaristas mentiram que ex-presidente viajou a custo zero, mas Portal da Transparência mostra diárias em suíte presidencial em hotel londrino

A oposição ficou em frenesi ao saber que o presidente Lula utilizou recursos do Itamaraty para se hospedar no Marriott Grosvenor House London, um hotel de luxo nas proximidades do Palácio de Buckingham, para prestigiar a coroação do Rei Charles III da Inglaterra.

Após a divulgação da informação, as críticas vieram, em especial, da extrema direita, que comparou os gastos de Lula com uma suposta viagem “a custo zero” de Bolsonaro para o funeral da Rainha Elizabeth II. Entre os propagadores da mentira, estão Sérgio Camargo.

Em um vídeo compartilhado pro Eduardo Bolsonaro (PL-SP), o ex-presidente mostra a residência na embaixada da Itália e falando em custo zero. Dudu atribui, em legenda, que o vídeo foi feito na Inglaterra, para tentar comparar seu pai a Lula. Ou seja, é fake news:

Contudo, uma rápida conferência no Portal da Transparência mostra que Bolsonaro e sua comitiva gastaram mais de R$ 288 mil em hospedagem no Marriott Grosvenor House London em setembro do ano passado.

São três notas de empenho pagas ao Marriott Grosvenor: uma no valor de R$ 55 mil, outra no valor de R$ 17 mil e outra no valor de R$ 216 mil, para hospedagens entre 15 e 19 de setembro no hotel.

Na nota de R$ 55 mil, a estadia é dada como do “presidente da República e sua comitiva”. Nas outras, apenas a comitiva é apontada como beneficiada.

Na descrição do pagamento, está “pagamento de despesa com reserva de suíte presidencial e três quartos single, no período de 17 a 19/09/2022, para hospedagem do sr. Presidente da República e comitiva, em visita oficial a Londres, por ocasião das exéquias da Rainha Elizabeth II”.

Segundo uma reportagem do Metrópoles, a viagem custou cerca de 1,3 milhão aos cofres públicos em setembro de 2022. Portanto, não tem essa de “custo zero”. Viagens presidenciais custam caro e são necessárias para a diplomacia brasileira.

Isso mesmo: eles gastaram quase R$ 300 mil em um hotel de luxo, mas propagandearam que a viagem tinha sido a custo zero.

Uma pena que Bolsonaro utilizou sua viagem à Inglaterra para fazer campanha eleitoral, e não para prestar suas condolências como um verdadeiro chefe de Estado.

Related posts

Filho de Andressa Urach expõe o que pensa sobre a mãe voltar à prostituição

Richard Otterloo

PGR é contra investigar Lula por relógio de luxo: ‘Viés político’

Richard Otterloo

MCTI vai investir R$ 100 milhões em ações de popularização da ciência em 2023

Richard Otterloo