19.3 C
São Paulo
junho 15, 2024
Tecnologia

Como Apple se tornou exceção nas demissões em massa de gigantes da tecnologia

Com aumento dos juros, o crescimento mundial será reduzido drasticamente este ano, segundo previsões de organismos internacionais. E muitas empresas de Wall Street já sabem que isso irá resultar em redução das vendas e dos lucros.

Nesse cenário, quase todos os gigantes norte-americanos da tecnologia adotaram a mesma estratégia: reduzir custos. Microsoft, Google, Amazon, Tesla, Facebook e Nvidia, entre muitas outras empresas, estão dispensando simultaneamente dezenas de milhares de funcionários.

A Amazon irá dispensar 18 mil trabalhadores; a Microsoft, 10 mil; e a Salesforce demitirá 8 mil pessoas. O Twitter perdeu mais de 50% da sua renda e a Alphabet (dona da Google) irá dispensar cerca de 12 mil funcionários.

A lista de empresas de tecnologia que anunciaram cortes na sua folha de pagamentos também inclui Netflix, Stripe, Snap, Coinbase, Robinhood, Peloton, Lyft e muitas outras. Cada empresa tem suas próprias razões, mas elas fazem parte do boom tecnológico que chegou ao ápice durante a pandemia, depois de anos de progressos extraordinários.

Mas, em meio a toda esta tormenta, a Apple é exceção entre as demissões em massa promovidas no setor de tecnologia.

Related posts

Tumba de mais de mil anos descoberta no Peru revela vida luxuosa de ‘senhor das águas’

Richard Otterloo

Tecnologia aplicada à arquitetura – tendências e possibilidades

Richard Otterloo

Centro alemão de tecnologia analisa aplicação da indústria 4.0 para otimizar atividades em empresa de Manaus

Richard Otterloo